Parcelamento em até 10X sem juros


Buscar

Quais são os tipos de decoração? Conheça os principais e descubra qual deles tem mais a ver com você!

tipos de decoração

Assim como uma roupa transparece nossa personalidade, nossa casa também é um reflexo dela. Para decorar bem uma casa, é preciso conhecer bem os diferentes tipos de decoração e saber o que você quer transmitir com cada ambiente.

Por isso, na hora de escolher nossos móveis, cores e roupas de cama, é importante que a gente considere nosso gosto pessoal que, muitas vezes, está atrelado a algum tipo de decoração específica.

Não é preciso ser decorador para conhecer os principais estilos de decoração e descobrir qual é o que você gosta. Basta compreender como funciona cada um e perceber qual se adequa mais às suas preferências. 

Pensando nisso, a gente preparou um material para que você possa conhecer os principais tipos de decoração e encontrar qual tem mais a ver com você. Quanto mais nos conectamos com o estilo da nossa casa, mais aconchegante ela fica.

Desde o clássico até o boho, não faltam opções para você escolher. Acompanhe nosso conteúdo e descubra seu estilo!

Como arrumar camas chiques? Leia nosso artigo e descubra vários truques e dicas incríveis!

Como diferenciar tendência de estilo?

Antes de adentrar ao tema de tipos de decoração propriamente dito, é essencial esclarecer a diferença entre tendência e estilo.

O estilo nada mais é do que um conjunto de características atribuídas que não mudam com o passar do tempo, ou seja, é uma essência atrelada, nesse caso, à decoração

É ele que vai orientar, por exemplo, a paleta de cores, a linguagem do mobiliário e as estruturas do cômodo. Os estilos, ainda, podem ter influências um do outro. Além disso, ninguém precisa seguir apenas um, podendo mesclá-los.

Diferentemente desse primeiro conceito, a tendência é algo passageiro, ou seja, que está em alta mas que pode deixar de estar, mudando com o passar do tempo.

Por ser algo que dura bastante tempo, é importante valorizar estilos no lugar de tendências, pois a decoração dos ambientes não é algo que a gente muda de ano em ano.

11 tipos de decoração que você vai se encantar: inspire-se

Agora chegou a hora de te apresentar os principais tipos de decoração nos quais você pode se inspirar. 

Como existe uma quantidade gigantesca, resolvemos trazer 11 tipos de decoração. São eles:

  • Clássico;
  • Vintage;
  • Retrô;
  • Colonial;
  • Moderno;
  • Contemporâneo;
  • Minimalista;
  • Escandinavo;
  • Industrial;
  • Rústico;
  • Romântico;
  • Boho.

A seguir, vamos te mostrar as características que dão o nome a cada um desses tipos de decoração.

Clássico

O tipo de decoração clássico está fortemente atrelado a um visual luxuoso, com sofisticação e pelo uso de elementos que oferecem elegância, sendo um estilo bem tradicional, como o próprio nome sugere. 

Decorações clássicas sempre prezam por detalhes ricos, com mobiliários em madeira e couro, com detalhes em ouro e prata. A paleta de cores costuma seguir as cores desses materiais, branco, bege, preto, off-white e marrom.

Por ser um estilo oponente e com peças volumosas, é ideal para ambientes que possuem muito espaço. 

Tapetes felpudos, mobiliário imponente, peças estofadas, lustres e castiçais, grandes espelhos e arranjos de flores são acessórios chamativos bastante associados ao clássico.

Vintage

O segundo tipo de decoração é o vintage, que apenas se assemelha com o clássico pelo retorno ao passado, mas não preza necessariamente pela luxuosidade. 

Sua essência é um estilo autenticamente antigo, ou seja, reutilizar móveis de época que estão em bom estado de conservação para decorar um ambiente atual.

Como são peças originais, costumam ser cômodas, penteadeiras, sofás com pés de madeira dos anos 20 aos 60, podendo ser restauradas e pintadas. 

É comum que quem opte pelo vintage encontre esses objetos em brechós e antiquários, para que, de fato, tenha esse aspecto.

Além disso, pode ser um estilo com valor afetivo familiar, ou seja, algum mobiliário que passou de geração em geração e agora pode se tornar parte da decoração da casa.

Retrô

decoração retrô

Embora seja muito confundido com o vintage, o tipo de decoração retrô é um retorno ao passado de forma diferente. Em vez de usar artigos, de fato, antigos, ele faz uso de artigos novos mas que possuem referências em designs de outras épocas. 

Ou seja, o retrô não requer a reciclagem de móveis antigos e peças raras. A ideia é escolher peças com um toque nostálgico, mas sem deixar de oferecer uma leitura mais moderna. As principais influências costumam ser das décadas de 50, 60 e 70. 

Alguns dos itens que remetem ao retrô são o sofá com pé palito, estampas grandes e coloridas em papéis de parede e eletrodomésticos com bordas arredondadas, a exemplo da geladeira. 

Uma característica comum observada no retrô, ainda, são a combinação de cores vivas e tons pastel. Os tons intensos e suaves se misturam entre os ambientes maiores e menores.

Moderno

Seguindo com os tipos de decoração, outros dois que as pessoas se confundem são o moderno e o contemporâneo. 

O moderno, na verdade, tem origem no movimento arquitetônico que ganhou forma na primeira metade do século XX, com o objetivo de quebrar o clássico e o rebuscado. 

Para as cores, o preto e o branco são os favoritos, juntamente com tons de cinza. O que caracteriza principalmente esse estilo são as linhas retas com mobílias baixas e horizontais e, ainda, objetos funcionais. 

Ou seja, elementos decorativos ficam em segundo plano em relação ao uso. A função vem antes da forma, em suma. É bastante comum encontrar móveis planejados no estilo moderno também.

Minimalista

O minimalismo é um movimento que também desemboca na decoração. O grande lema desse tipo de decoração é que menos é mais, ou seja, o objetivo é construir ambientes com o mínimo de peças de decoração.

São eliminados objetos desnecessários e peças rebuscadas, pois o foco é um design clean que oferece leveza na composição. O minimalismo se baseia sempre na sobriedade.

É parecido com o estilo moderno, uma vez que preza pela funcionalidade, optando apenas pelo necessário para que os espaços funcionem e pareçam espaçosos.

Na verdade, é comum que o minimalismo também seja uma característica dentro de outros estilos, como o escandinavo, que veremos mais à frente.

Contemporâneo

O tipo de decoração contemporâneo ganha um contorno de simplicidade. Ele não deixa de ser uma herança do movimento moderno, mas é colocado como um estilo atual, que acaba sendo o mais próximo de uma tendência.

O contemporâneo bebe de influências também do minimalismo, com um visual clean e uma paleta de cores neutras e claras. A amplitude visual é bastante valorizada, o que torna uma busca pela circulação fluida e um ambiente funcional.

Na prática, é difícil separar bem o moderno, o contemporâneo e o minimalista, considerando que eles têm bastantes similaridades.

Escandinavo

O estilo escandinavo se inspira, como o próprio nome sugere, nos países da península escandinava, composta por países como Suécia, Noruega, Islândia, Dinamarca e Finlândia. Devido a essa origem, está bastante associado a leveza, aconchego e simplicidade.

A decoração escandinava se destaca pelo caráter super convidativo, o que faz com que seja uma ambiente ótimo para se passar muito tempo e receber visitas.  

A madeira costuma ser presente pois traz conforto visual e aquece os ambientes. Além dela, mantas de lã sobre os sofás, tapetes de pelo e almofadas acrescentam conforto a essa decoração.

Esse tipo de decoração também explora bastante a luminosidade e claridade dos ambientes, o que faz com que ele valorize elementos neutros e claros, como branco, cinza e o bege. Pode ou não ter um toque mais minimalista.

Industrial

decoração industrial

Como o nome sugere, esse estilo faz referência ao ambiente industrial, sendo inspirado principalmente de fábricas antigas. É considerando uma releitura de uma tendência que dominou os lofts de Nova York nos anos 60.

É um tipo de decoração bem despretensiosa e fora do convencional, marcado por tijolos e tubulações aparentes, além de concreto, metal e vigas expostas e cimento queimado. Até as lâmpadas com filamentos aparentes são fortes nesse estilo. 

Como objetivo é criar um aspecto de galpão, o pé direito de ambientes que seguem fielmente esse tipo de decoração costuma ser mais alto. A arquitetura de espaços mais industriais também conta com espaços amplos, sem divisórias e janelas e portas grandes.

Romântico

O tipo de decoração romântico, assim quando pensamos no estilo de vestir, preza pela delicadeza. É fortemente e historicamente associado ao universo feminino, mas isso não o limita apenas às mulheres.

As decorações nesse estilo costumam ter estampas delicadas e florais, além de materiais com texturas com cetim, veludo, rendas, tricô, seda e laços. As cores são sempre bem claras e suaves, sendo comum tons pastel.

O romântico também pode ser um estilo que aparece no clássico, que já falamos, e no estilo provençal, inspirado na cidade Provença, no sul da França. Ele é uma mistura do campestre com o romântico.

Rústico

tipo de decoração rústica

Bem distinto dos demais estilos que viemos falando, o estilo rústico é marcado pela natureza. É bem famoso tanto em casas de veraneio e de campo, pois tem contato direto com ela, como quando se quer criar esse aspecto mesmo morando na cidade.

Esse tipo de decoração preza bastante pela aparência e textura dos materiais naturais, que costumam variar entre elementos como pedras, madeira, cerâmica, linho e palha. 

Além disso, o rústico costuma contar com peças artesanais, como cestos e toalhas bordadas à mão ou mesmo com um acabamento irregular. 

As plantas e flores são muito bem vindas dentro desse estilo para dar um ar bucólico, tanto as naturais como as que aparecem nas estampas de sofás e de almofadas.

Boho

Como já falamos, os estilos se cruzam e se sobrepõem. Por fim, o estilo boho é uma grande mistura de influências de vários outros estilos: ele se inspira no hippie chique, no oriental, na cultura cigana e até no punk, desde que traga autenticidade.

A decoração boho costuma oferecer um aspecto descontraído, ousado e colorido ao ambiente. O grande diferencial desse estilo é justamente essa convergência de referências, que cria uma decoração exclusiva e cheia de personalidade.

Peças de crochê e estampas étnicas são algumas das peças comuns na decoração boho

Tipos de decoração: como escolher o melhor?

Você pode estar se perguntando, ainda, como escolher o melhor tipo de decoração para a minha casa? A escolha deve levar em conta três fatores importantíssimos:

  • gosto pessoal;
  • seu cotidiano;
  • clima da região.

Gosto pessoal

Em primeiríssimo lugar, o gosto pessoal sempre vai ser o principal balizador da sua escolha. Não é só porque é bonito em outro lar que você gosta ou necessariamente o estilo vai agradar no seu próprio lar.

Claro que opiniões externas são bem vindas, inclusive de decoradores, mas sempre priorize aquilo que vai te deixar satisfeito, antes de qualquer outra coisa. 

Além disso, para muitas pessoas, a estética importa tanto quanto a funcionalidade, por isso, o estilo minimalista, por exemplo, pode não ser o ideal.

Seu cotidiano

O segundo ponto a levar em conta é o seu dia a dia. Você deve escolher o estilo que melhor se encaixe ao seu perfil e das pessoas que moram com você, considerando as atividades que vocês fazem em casa.

Se você tem crianças em casa, por exemplo, um estilo clássico que preza por luxuosidade e objetos sofisticados pode não ser ideal, visto que os pequenos brincam por toda a casa. Nesses casos, ter uma casa mais clean pode ser um facilitador. 

Já se você tem o costume de receber mais visitas, é interessante optar por estilos mais aconchegantes, como o escandinavo.

Clima da região

Por último, o clima da região também afeta o estilo da decoração. Estilos decorativos mais acolhedores costumam ser indicados para regiões que são boa parte do tempo frias.

Já em regiões quentes, estilos mais claros combinam melhor. Além disso, se sua casa é na praia, por exemplo, a madeira é o melhor material. 

Alguns estilos não costumam usar madeira como parte da decoração, o que faz com que tipos de decoração como a rústica sejam mais dominantes nesse ambiente.

A importância das roupas de cama na decoração

como usar roupas de cama na decoração

As peças de uma roupa de cama fazem toda a diferença dentro da decoração de um quarto, principalmente as mais visíveis, como as colchas, edredons e mantas, além das fronhas e lençóis de cima

Por isso, você pode se perguntar: qual é o melhor tipo de roupa de cama para cada tipo de decoração? O segredo é a harmonia com o estilo que você escolheu.

A combinação entre os objetos e móveis do quarto precisa harmonizar com as peças de cama para que traga uma sensação agradável a quem fica nesse quarto. 

Por exemplo, se o seu quarto é decorado no estilo romântico, é interessante priorizar roupas de cama com tons leves e suaves e detalhes floridos, tal qual esse tipo de decoração preza.

Conclusão

Nesse post a gente te mostrou uma grande quantidade de tipos de decoração, como o clássico, o moderno, o industrial e até o boho. Decorar os ambientes é importante para trazer beleza e, ao mesmo tempo, transmitir o seu gosto pessoal com funcionalidade.

Para escolher o melhor tipo de decoração, é importante ponderar suas preferências de acordo com seu cotidiano e a região em que você vive. 

Se você quer ter roupas de cama que combinem com diversos estilos decorativos, está na hora de conhecer as peças de enxoval da Artelassê.

Confira todas as nossas Roupas de Cama de Luxo!

Produtos Relacionados